Tributo a um grande amor

Hoje é o aniversário de uma pessoa com quem experimentei a primeira e mais genuína forma de amor. A pessoa que me gerou, gestou, cuidou e ensinou como andar pelas trilhas da vida.
Não é um dia qualquer e nem posso comemorar como um dia-de-aniversário no qual escolhemos um presente e entregamos entre beijos, abraços e um “parabéns a você”.
Não, hoje o abraço é envolto em saudades, lembranças e emoções que se expressam aqui e acolá em incríveis nuances.
Hoje não posso me deliciar com salgadinhos e bolo mas posso saborear as lembranças e agradecimentos de uma história que honro, agradeço e escolhi para comemorar este aniversário.
E assim, início este presente agradecendo à acolhida incondicional de minha decisão, aos 13 anos de idade (talvez a primeira grande decisão de minha vida), quando naquela tarde quente de verão, último dia do ano escolar, eu cheguei do colégio joguei o uniforme no chão e disse, em tom decidido, que nunca mais voltaria para aquele lugar. Respeitosamente me deixastes explicar. Eu não era a aluna “mau elemento” do colégio, como fora acusada pela freira que cuidava da disciplina da escola. Certamente reivindiquei uma nota que achei injusta e lutei pelos meus direitos, mas isto, de maneira alguma comprometia a minha reputação. Quero te agradecer não só por me ouvires mas também por me possibilitares viver o ano dourado de minha adolescência. Escola nova, meninas e meninos na mesma sala, professores diferentes, mundo novo vida nova. Honro este momento porque fiz uma escolha, fui ouvida e respeitada e certamente carrego comigo os efeitos e afetos de tudo isto. O meu presente de aniversário hoje, é lembrar e honrar esse episódio do passado, certa que ele me forma e transforma todos os dias. Sou grata pela dignidade que incentivastes em mim.
Sou grata aos momentos em que me tornei mãe, e o teu olhar esteve, a cada momento, repleto de atenção às minhas necessidades, aos meus sentimentos, inseguranças, medos e ao meu sono. O sono, dizias sempre, é imprescindível à saúde. Espelhavas como ninguém as minhas necessidades, e isto me fez sentir viva e dar vida à minha existência.
Sou grata por me ensinares valores preciosos da existência humana, a respeitar, reconhecer e honrar a vida, a velhice e a morte. Obrigada por me permitires te cuidar tornando cada momento de tua despedida, experiências de empatia, compaixão e amor. Obrigada por me ensinares a ser uma pessoa que se comprometeu em fazer o melhor para aliviar a tua dor e a tua solidão. Obrigada pela paz que me deixastes em tua despedida.
Eu poderia colocar nesta caixa presente, incontáveis episódios de nossa caminhada juntas, mas vou ser fiel à estas memórias que “me escolheram” para vestir este dia de aniversário, e me despeço agradecendo sobremaneira por me mostrares que eu não sou “mau elemento” e que devo lutar sempre pela minha dignidade.

5 thoughts on “Tributo a um grande amor

  1. Lindo, Nicinha! Me uno a tua homenagem à D. Maria, que também foi um pouco mãe das amigas tuas e da Fátima, proporcionando tantos momentos inesquecíveis e felizes nos “nossos anos dourados”.

  2. Obrigada minha amiga! Bem sabes do que estamos falando e da verdade de cada palavra! Estivestes lá e cá nesta história em companhia amizade e amor

  3. Querida Nice,
    Fiquei muito emocionada com a homanagem a D Maria, mãe de todas nós na nossa adolescência e juventude, como bem escreveu a Neiva.
    A delicadeza da tua escrita revela a escritora, a mulher, a filha, a analista… quantas Nices num mesmo texto? A polissemia é feito para os grandes! É vc é uma delas! Parabéns às duas! Cada vez maiores! Na vida e na história! Tim Tim

  4. Gratidão Nice, por texto tao sensivel e bonito, uma bençao teu primeiro amor ter te assegurado o direiti de ser tu mesma e enfrentar de cabeça erguida uma injustiça numa idade tão decisiva como essa… feliz de saber que vocês souberam se aproveitar… beijo enorme

  5. Doces palavras, ternos cuidados e alerta constantes daquela que te proporcionou viver a Vida Verdadeira ! emocionante tributo do teu grande coração . Parabéns amiga por nos trazeres esta narrativa tão profunda e inspiradora !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>